BANCAS CURSO DE MATEMÁTICA DA FACCAT – TAQUARA/RS

Na terça-feira, 18/12/2018, estive avaliando nas bancas dos TCCs:

1 – A importância da Educação Financeira para adolescentes do Ensino Médio: impacto dos gastos e consumo consciente, da formanda Andréia Luisa Henckel.

2 – Planejamento e estratégia da renda familiar, do formando Everson Cristiano Rech.

Anúncios

SHOW DE TALENTOS NA APAE IVOTI/RS

Hoje, 12/12/2018, participei da Festa de Natal da APAE, Ivoti-RS. Na oportunidade pude apresentar a história da construção do meu livro: “Quanto eu pago de Impo$tos?”, que tem sua escrita inspirada em Projeto desenvolvido em 2012, quando na época juntávamos notas fiscais e entregávamos na Instituição.

Fui recebida com muito carinho e anunciada como um dos “talentos” da noite!

PALESTRA AUDITORES DA RECEITA FEDERAL EMEF RUI BARBOSA – CAMPO BOM/RS

 

Nesta terça-feira, 27/11/2018, junto com 85 estudantes dos 9ºs anos da EMEF Rui Barbosa de Campo Bom – RS  assisti a Palestra do auditor Márcio da Receita Federal de Novo Hamburgo.  No dia 21/08/2018 estive palestrando no I Seminário Regional de Educação Fiscal de Campo Bom. Após o Seminário e inspirada a partir da leitura do livro “Quanto eu pago de impo$tos?” a professora Gisele desenvolveu com estes 85 estudantes um Projeto inspirado no meu livro. A palestra dos auditores foi a culminância do Projeto.

34ª FEIRA DO LIVRO DE CAMPO BOM/RS

Na quinta-feira, 18/10/2018, estive participando da Feira do Livro de Campo Bom. Foi um momento de interagir com alunos do 7º e 8º anos de Campo bom e alunos do Grupo de dança da EMEF 28 de Fevereiro de Sapiranga.com as tres meninas

As artesãs Jack, Gisele e Letícia.

aRTESOES 3

Depois fui comprar uma carteira confeccionada pelos alunos com orientação de seu professor.grupo sapiranga 2

E o Grupo de Dança de Sapiranga, que deu um show no palco: Bruna, Paula, Vitória, Juliana, Carolina e Murilo.

SELO ENEF 2018/2020

Projeto de Educação Financeira na Escola Mathias Schütz

Desde 2006, Denise trabalha com Educação Financeira na Escola Estadual Mathias Schütz de diferentes formas: cursos de extensão; sua prática de mestrado; atividades nas turmas que lecionou; entre outras. Em 2017, a iniciativa foi reformulada como atividade extracurricular. O projeto procura preparar os estudantes do Ensino Médio para que possam agir com responsabilidade diante de situações ligadas à educação financeira. Os debates focam na realidade do “mundo financeiro” de cada jovem, através de palestras, visitas técnicas, atividades práticas, simulações, pesquisas, etc. As discussões não se restringem à sala de aula, já que muitas famílias, por exemplo, se amparam nos estudantes para passarem a se planejar financeiramente. No novo formato, 22 jovens participam da turma piloto. A próxima meta é ampliar a oferta de vagas, engajando ainda mais a comunidade escolar (estudantes, pais e professores/funcionários).

Principais resultados do projeto

  • Mudança de postura dos jovens na tomada de decisões a respeito de suas finanças, organizando-se para fazer escolhas e melhor administrar seus recursos;
  • Alteração no comportamento do grande grupo, desenvolvendo um posicionamento ético nas diferentes discussões: exposição de seu ponto de vista com respeito à opinião do colega;
  • Aumento do autocontrole dos estudantes para o consumo e percepção das consequências do mau uso do dinheiro, fazendo-os começar a ter reservas, poupar e planejar um futuro com maior qualidade de vida;
  • Construção de uma identidade com consciência voltada não só para os bens materiais, mas para a solidariedade e sustentabilidade, lembrando que poupar não se refere somente a dinheiro, mas aos recursos naturais;
  • Multiplicação dos conhecimentos adquiridos com familiares e comunidade escolar.